• 15 de June de 2024


Visando desenvolvimento regional, BYD quer ampliar diálogo com empresas do Polo de Camaçari

 Visando desenvolvimento regional, BYD quer ampliar diálogo com empresas do Polo de Camaçari

A BYD, que neste mês de fevereiro começa a construção da sua indústria de automóveis em Camaçari, local escolhido estrategicamente pela empresa para instalar a sua primeira fábrica fora da Ásia, pretende incrementar parcerias com empresas do Polo visando o desenvolvimento local e regional. O tema é um dos assuntos abordados pelo conselheiro especial da BYD, Alexandre Baldy, nesta entrevista especial para o Polonotícias Com investimento da ordem de R$3 bilhões, a unidade da empresa no Polo terá produção inicial de 150 mil carros elétricos por ano e tem perspectiva de gerar cerca de 10 mil empregos diretos e indiretos

Por que a BYD escolheu instalar suas fábricas de automóveis no Polo Industrial de Camaçari?

Alexandre Baldy – A BYD acredita na Bahia e no Brasil e por isso vai investir R$ 3 bilhões de reais para construir a primeira fábrica de carros fora da Ásia. Vamos produzir automóveis híbridos flex-fuel plug-in e elétricos, com capacidade estimada em 150 mil unidades ao ano, na primeira fase, podendo chegar a 300 mil unidades. O complexo da BYD em Camaçari vai gerar cerca de 10 mil empregos diretos e indiretos.
A posição estratégica, a possibilidade de contratação de uma mão de obra qualificada e o acesso a estradas e portos para o recebimento de matérias-primas e o escoamento da produção são grandes diferenciais da região de Camaçari.

Qual será a relação da BYD com as empresas instaladas no Polo Industrial de Camaçari? Tem alguma negociação em curso para parceria e troca de serviços?

AB – A BYD pretende transformar a cidade Camaçari em um polo de atração de fornecedores diversos ligados a toda cadeia produtiva, desde fabricantes de peças e acessórios até prestadores de serviços. Um dos compromissos da BYD é contribuir diretamente com o desenvolvimento regional, dando prioridade a fornecedores locais. O diálogo com as demais empresas do Polo é fundamental para alinharmos parcerias e incentivos para a região.

Qual será a contribuição da BYD para o desenvolvimento do Polo como complexo integrado?

AB – O novo complexo que está sendo desenvolvido pela BYD trará Camaçari de volta aos holofotes da indústria brasileira, especialmente, a indústria automotiva. Os veículos fabricados na Bahia vão contar com a melhor e mais moderna tecnologia usada numa linha de montagem. A produção baiana vai abastecer o mercado interno e poderá ser exportada para os países vizinhos. A fábrica baiana será inspirada na unidade da BYD que fica em Gangzhou, na China, e estamos na fase avançada de projetos. As obras estão previstas para começar em fevereiro. A BYD pretende transformar a região no Vale do Silício brasileiro, investindo também na criação de um centro de pesquisa e desenvolvimento em Salvador.

Um dos principais objetivos é desenvolver a tecnologia de um motor híbrido flex para combinar o etanol com o motor elétrico.

Joe Improta