• 15 de June de 2024


Quatro homens morrem em confronto com a polícia na Bahia; total no mês chega a 68

 Quatro homens morrem em confronto com a polícia na Bahia; total no mês chega a 68

Quatro homens morreram em confronto com a polícia em Santo Amaro, no recôncavo da Bahia. O caso aconteceu na noite de sexta-feira (29) e foi confirmado na manhã deste sábado pela Polícia Militar. Um levantamento feito aponta que, com esse novo caso, sobe para 68 o número de pessoas que morreram durante confrontos com a polícia neste mês de setembro.

Conforme a Polícia Civil, os homens mortos em Santo Amaro na sexta foram identificados como Gabriel Sales de Barros, de 23 anos, Anderson Júlio Magalhães Silva, de 27 anos, Lucas Vieira dos Santos, de 26 anos, e Alex Coelho dos Santos de 28 anos.

Com eles, foram apreendidos uma espingarda calibre 12, três pistolas de calibres diversos, sendo duas com numeração raspada, munições de calibre 12, 9mm e 380, carregadores para armas de fogo, 262 pinos de cocaína, 196 porções de maconha, 38 pedras de crack, sete aparelhos celulares, duas máquinas de cartão bancário, um caderno de anotações, uma blusa camuflada, embalagens para o acondicionamento e comercialização de drogas, além de RS 4.063,20.

De acordo com a Polícia Militar, os agentes receberam denúncias de homens armados que estariam comercializando drogas em uma localidade conhecida como Rua da Prainha. No local, os policiais encontraram um grupo de indivíduos, que atiraram contra os militares.

Houve uma troca de tiros e, após o ocorrido, quatro suspeitos foram encontrados feridos. Segundo a PM, os homens foram socorridos para o Hospital Nossa Senhora Natividade, mas não resistiram aos ferimentos.

Todo o material apreendido foi encaminhado para a delegacia de Santo Amaro, onde a ocorrência foi registrada.

O secretário de Segurança Pública da Bahia, Marcelo Werner, afirmou que a guerra entre facções é a principal causa da violência no estado e afirmou que todos os recursos estaduais e federais estão disponíveis para acabar com o crime organizado.

No mês de agosto, um acordo entre a SSP-BA e a Polícia Federal (PF) foi assinado, com o objetivo de reforçar o combate a grupos criminosos. O prazo de vigência do pacto é de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período.

Viaturas blindadas da Polícia Federal foram enviados para o estado para reforçar ações de combate ao crime organizado.

Joe Improta