• 15 de June de 2024


Dias d’Ávila sediará feira comunitária de empreendedorismo no sábado (21)

 Dias d’Ávila sediará feira comunitária de empreendedorismo no sábado (21)

Com ênfase na geração de renda para comunidades em situação de vulnerabilidade social, a Junior Achievement Bahia (JA Bahia) está desenvolvendo, desde agosto, com o patrocínio de Bayer, BASF, Braskem, COFIC e Elekeiroz, o projeto Miniempresa na Comunidade. O projeto está beneficiando um grupo diverso de participantes com jornadas semanais de formação e educação empreendedora com foco na geração de renda. Como atividade final, os participantes realizarão uma feira livre para comercializarem os produtos criados e desenvolvidos durante o projeto, no dia 21 de outubro, sábado, das 9h às 16h, na Praça ACM, no Centro de Dias d’Ávila. A ação acontece em parceria com a Prefeitura Municipal.

“A feira deve incentivar, fortalecer e promover principalmente as Marias empreendedoras. Além de contribuir para o desenvolvimento da economia do município, vai ajudar a aumentar a representatividade feminina no universo dos negócios e potencializar seu protagonismo, o que favorece o combate à desigualdade de gênero. Todos estão convidados a participar”, diz Elinalva Araújo, professora e gestora da Associação Três Marias.

De acordo com Antonioni Afonso, mentor de Projetos da Junior Achievement Bahia as jornadas formativas do programa Miniempresa na Comunidade possibilitaram a simulação da criação de 4 miniempresas: Éden (puffs decorativos com materiais recicláveis); Papelaria Criativa (embalagens para presentes confeccionadas com materiais recicláveis); Eco Solution (objetos decorativos com enfeites e garrafas de vidro reutilizadas) e Soma (luminárias feitas com madeiras reaproveitadas). Todos esses produtos serão comercializados na feira. Além disso, haverá uma programação cultural e a participação de outros empreendedores convidados da região.

Conforme Bárbara Valsézia, especialista de Comunicação da Elekeiroz, os encontros também serviram de oportunidade para o crescimento de negócios tocados por mulheres, auxiliando na busca por uma fonte de renda compatível com suas rotinas. “Percebi que as participantes estavam muito engajadas e bem informadas, o que demonstrou a seriedade do Miniempresa com a sua proposta de atuação”, destaca.

Já Magnólia Borges, gerente de Relações Institucionais da Braskem na Bahia, reforça o poder do fomento ao desenvolvimento social das comunidades vizinhas às operações da empresa. “Por meio do incentivo ao empreendedorismo local, com projetos como o Miniempresa na Comunidade, estimulamos as pessoas a criarem formas de geração de renda e, consequentemente, impactamos positivamente toda a comunidade”, ressalta.

Joe Improta