• 5 de March de 2024


Bahia registra aumento de 33% nos casos de dengue; prevenção e vacinação são indicadas para evitar a doença

 Bahia registra aumento de 33% nos casos de dengue; prevenção e vacinação são indicadas para evitar a doença

A Bahia fechou o ano de 2023 com o registro de 47.753 casos prováveis de dengue no estado, o que representa 322,4 ocorrências por 100 mil habitantes. No comparativo com 2022, o aumento foi de 33%, de acordo com os dados da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) divulgados no último dia 26 de dezembro. Em todo o Brasil, os casos da doença subiram 15,8%, passando de 1,3 milhão, em 2022, para 1,6 milhão, no ano passado. O infectologista e consultor técnico do Sabin Diagnóstico e Saúde, Claudilson Bastos, destaca que a população pode evitar a proliferação de Aedes aegypti – mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya – com medidas simples.

“Devemos evitar manter água parada em ambientes internos e externos, que é o cenário ideal para a reprodução desse inseto, principalmente durante o verão, porque as chuvas e o calor favorecem a multiplicação dos mosquitos. Por isso, deve-se evitar o acúmulo de água em latas, potes, pneus, tampas, garrafas e calhas, deixando-as desobstruídas e livres de folhas e galhos. É necessário também cobrir adequadamente as caixas d’água e tratar as piscinas para evitar que virem moradas do Aedes”, informa.

O especialista também recomenda a vacinação contra a doença para prevenir casos graves, com internação e morte. Atualmente, no Brasil, está disponível a vacina Qdenga (TAK-003), do laboratório japonês Takeda. Ela foi a primeira autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e protege contra os quatro tipos do vírus (DENV1, DENV2, DENV3 e DENV4), sendo que as dos tipos 1, 2 e 4 são as mais comuns no Brasil.

A vacina pode ser aplicada tanto em pessoas que nunca tiveram dengue como nas que já tiveram a doença. O imunizante está acessível na rede privada. “A Qdenga é uma vacina segura, com excelente eficiência, e que pode ser administrada em pessoas de 4 a 60 anos”, informa o infectologista, acrescentando que “o imunizante ajuda a prevenir mais de 80% dos casos de dengue, reduzindo em 90% as hospitalizações”. Em fevereiro, ela deverá ser incorporada no Sistema Único de Saúde (SUS), mas focada em públicos e regiões prioritárias.

Testes rápidos

O diagnóstico da doença pode ser feito por meio de diferentes exames. O Sabin, por exemplo, disponibiliza os testes rápidos para antígeno NS1 e anticorpos IgG e IgM, com a liberação do resultado em até um dia útil. Já a detecção do vírus da dengue por PCR tem resultado em até três dias úteis. “O Sabin também oferece o PCR combo, que detecta três vírus – dengue, zika e chikungunya – com resultado em quatro dias úteis, a partir da coleta de uma única amostra de sangue do paciente”, informa a coordenadora do Núcleo Técnico Operacional do Sabin, Híbera Brandão.

Sobre o Grupo Sabin

Referência em saúde, destaque na gestão de pessoas e liderança feminina, dedicado às melhores práticas sustentáveis e atuante nas comunidades onde está presente, o Grupo Sabin nasceu na capital federal, fruto da coragem e determinação de duas empreendedoras, Janete Vaz e Sandra Soares Costa, em 1984. Hoje, conta com cerca de 7000 colaboradores unidos pelo propósito de inspirar pessoas a cuidar de pessoas.

Presente em 15 estados, além do Distrito Federal, a empresa oferece serviços de saúde com excelência, inovação e responsabilidade socioambiental nas cidades onde está presente, em 350 unidades distribuídas de norte a sul do país.

O ecossistema de saúde do Grupo Sabin integra um portfólio de negócios que contempla análises clínicas, diagnósticos por imagem, anatomia patológica, genômica, imunização e check-up executivo. Além disso, contempla também serviços de atenção primária, contribuindo para a gestão de saúde de grupos populacionais por meio de programas e linhas de cuidados coordenados, com a Amparo Saúde, e a plataforma integradora de serviços de saúde – Rita Saúde – solução digital que conta com diversos parceiros como farmácias, médicos e outros profissionais, promovendo acesso à saúde com qualidade e eficiência.

Joe Improta