• 19 de June de 2024


Programa Trilha: Jovens de Camaçari recebem certificados de qualificação profissional

 Programa Trilha: Jovens de Camaçari recebem certificados de qualificação profissional

O governo do Estado, por meio da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), certificou nesta quinta-feira (10), no Auditório Zezéu Ribeiro, no Centro Administrativo da Bahia, em Salvador, 220 jovens da capital baiana e de Camaçari que fizeram cursos do Programa Trilha. O investimento foi de R$352 mil, do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Funcep), para oferecer formação nas cadeias produtivas de arte e cultura, beleza estética e bem-estar, comércio e atendimento, turismo e hospedagem e Tecnologia da Informação.

Moradora do distrito de Arembepe, no município de Camaçari, Beatriz Machado, 26 anos, concluiu o curso de recepcionista de hotel com noções de inglês. “Quando a gente chega qualificada em uma empresa, as oportunidades se abrem. A experiência foi excelente, os professores foram muito bons, tivemos fardamento e todo o material necessário, coisas que em um curso particular nós teríamos que arcar”, conta a jovem.

Já Emanuel Abreu, 19 anos, está terminando o ensino médio e optou pela área de animador e agente cultural. “Era uma atividade que a gente já desenvolvia no bairro do Uruguai, mas não contava com conhecimento suficiente. Tivemos a chance de adquirir novos aprendizados, compreender melhor a dinâmica e expandir nossa atuação”, afirmou.

“A realização do Trilha tem esse objetivo, inserir jovens no mercado de trabalho formal ou em atividades empreendedoras para geração de renda, além de prepará-los para o exercício da cidadania”, destacou o titular da Setre, Davidson Magalhães, presente na certificação.

A cerimônia contou também com as participações do superintendente estadual de Desenvolvimento do Trabalho, Marcelo Gavião, e do presidente da Comunidade Cidadania e Vida (Comvida), instituição executora dos cursos, Valnei Roberto de Souza Silva.

Em 2021, o Programa Trilha disponibilizou 600 vagas, sendo 30 turmas com 200 horas aula, em 12 municípios de 9 territórios de identidade da Bahia. O aporte total foi superior a R$ 1 milhão.

Joe Improta