• 1 de March de 2024


Líder de facção morre em confronto com a polícia, em Camaçari

 Líder de facção morre em confronto com a polícia, em Camaçari

Um homem, que se autointitulava “puxador de bondes” de uma facção e usava o nome “Emilio Gaviria”, em referência ao traficante colombiano Pablo Escobar (1949-1993), foi morto em uma ação policial em Abrantes, Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

Ação ocorreu durante cumprimento de mandado de busca em condomínio situado em Abrantes. Segundo a SSP-BA, acusado teria reagido, foi atingido e não resistiu.

O fato ocorreu na manhã desta quarta-feira (29) durante a Operação Temporal, informou a Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP-BA). Segundo a pasta, o acusado, identificado como Pablio Henrique Barbosa Almeida, de 25 anos, o “Emílio Gaviria”, teria resistido ao cumprimento do mandado de busca e apreensão em um condomínio da localidade.

O suspeito teria atirado contra os agentes, que revidariam. Ele teria sido socorrido para o Hospital Menandro de Farias, mas não resistiu. Ainda segundo a SSP-BA, Pablio Henrique tinha passagens por porte ilegal de arma de fogo e tinha sido denunciado pelo Ministério Público Estadual por tráfico de drogas e associação criminosa.

O acusado era natural de Aracaju (SE) e costumava ostentar fotos com fuzil e submetralhadora nas redes sociais. A SSP-BA informou ainda que ele liderava grupos para atacar rivais na região do Subúrbio Ferroviário, mais precisamente na região de Valéria.

Também foram apreendidos um revólver calibre 38, munições e celulares usados para organizar ataques e na distribuição de armas e drogas.

Joe Improta