• 15 de June de 2024


Kimberly-Clark deve ampliar capacidade da fábrica de Camaçari em 40%

 Kimberly-Clark deve ampliar capacidade da fábrica de Camaçari em 40%

Após a venda dos ativos de papel tissue para a Suzano, a multinacional de bens de consumo Kimberly-Clark voltou todas as suas atenções para o segmento de cuidados pessoais no Brasil. Líder de vendas em lenços umedecidos no país com a marca Huggies e dona da maior participação de mercado em absorventes femininos com Intimus, a companhia concluirá neste ano um ciclo de investimentos de US$ 100 milhões em suas operações brasileiras.

Cerca de metade do valor foi aplicado ao longo do ano passado na ampliação da capacidade operacional, e o restante será destinado à tecnologia e inovação, marketing e comunicação.

Com os investimentos previstos entre 2023 e 2024, a empresa deve ampliar em 40% a capacidade da fábrica de Camaçari, que produz absorventes e fraldas – na avaliação da diretoria, as regiões Norte e Nordeste dispõem de grande potencial de crescimento de vendas.

“Nós acreditamos que 2024 vai ser um ano de virada, com lançamentos e tecnologias patenteadas. A companhia tomou decisões necessárias para que a gente pudesse focar nas categorias de cuidados pessoais, fazendo com que a gente ganhasse uma otimização de processos e investisse em novas capacidades”, afirmou o novo presidente das operações brasileiras da companhia, Cláudio Vilardo, em entrevista ao Valor Econômico.

Joe Improta