close
  • 3 de December de 2020

Governo desiste do Renda Cidadã em 2020, mas deve ampliar número de pessoas que recebem o Bolsa Família

 Governo desiste do Renda Cidadã em 2020, mas deve ampliar número de pessoas que recebem o Bolsa Família

O Governo Federal desistiu de criar o programa assistencial que substituiria o Bolsa Família, o denominado Renda Cidadã. Agora, o plano é manter o BF em 2021. Atualmente 14,2 milhões de famílias são contempladas pelo programa.

O governo pretende ampliar o grupo de pessoas que têm direito ao benefício a partir de janeiro. Segundo o jornal O Globo, as informações foram confirmadas na manhã desta quinta-feira (12/11) por membros do alto escalão do Executivo Nacional.

Para que o Renda Cidadã fosse realizado foram cogitadas a extinção de outros programas sociais, como o abono salarial e o próprio Bolsa Família, porém o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) barrou as propostas.

Citando interlocutores do governo, O Globo afirmou ainda que Bolsonaro avalia que não há mais empenho e disposição para discutir o assunto neste ano e que, por conta disso, o Bolsa Família será mantido.

Conforme a publicação, o auxílio emergencial, atualmente pago no valor de R$ 300, não será prorrogado e encerrará os pagamentos em dezembro. O benefício atende mais de 67 milhões de pessoas, a um custo de R$ 590 bilhões até o fim deste ano.

O governo estima que pelo menos 3 milhões de famílias precisam continuar recebendo assistência a partir de janeiro, após o fim do auxílio emergencial.

Redação