• 23 de May de 2024


Ex-candidato a vereador em Camaçari é condenado a 9 anos de prisão por invasão de terras

 Ex-candidato a vereador em Camaçari é condenado a 9 anos de prisão por invasão de terras

Atendendo a um pedido do Ministério Público estadual, por meio do promotor de Justiça Luciano Pitta, a Justiça condenou, no dia 4, Fabiano Silva dos Santos Sacramento nove anos e cinco meses de prisão por invasão de terras e prejuízos ambientais no Recanto do Emissário, em Camaçari.

Também conhecida como Fazenda Caratingui, o local invadido é parte da Área de Proteção Ambiental (APA) do Rio Capivara.

Fabiano foi condenado ainda por incitar prática de crime; associação criminosa; por causar dano direto ou indireto a Unidades de Conservação; além de dar início a loteamento ou desmembramento do solo para fins urbanos, sem autorização do órgão público competente.

De acordo com a denúncia do promotor de Justiça Luciano Pitta, a área foi invadida no dia 29 de maio de 2022, por significativo número de pessoas que, “sob a liderança de Fabiano”, derrubaram cercas e causaram prejuízos à biodiversidade.  Na posição de presidente da Associação de Moradores do Recando do Emissário (Amrec), Fabiano “apropriou-se do terreno, dando prejuízo direto à Unidade de Conservação.

Na sentença, o juiz José Francisco Oliveira de Almeida reconhece que Fabiano alegava ter legitimidade para comercializar lotes do terreno, bem como para cobrar taxas dos compradores, “embora não tivesse apresentado nenhum documento hábil perante a autoridade policial que ratificasse suas alegações”. O magistrado explica que, para dar credibilidade ao “negócio”, ele se valia do cargo de Luís, que é policial civil, com o qual “compradores faziam contato” para obter detalhes acerca da compra.

Fabiano foi candidato a vereador em Camaçari por duas oportunidades. Em 2016 e em 2020, não sendo eleito nenhuma das tentativas.

Com informações do Ministério Público da Bahia.

Joe Improta