• 19 de January de 2021

Dudu do Povo fala com o Jornal Camaçari e declara que sua prioridade é a reabertura da Vaca Mecânica; confira a entrevista

 Dudu do Povo fala com o Jornal Camaçari e declara que sua prioridade é a reabertura da Vaca Mecânica; confira a entrevista

O vereador eleito Dudu do Povo (Cidadania) em entrevista ao Jornal Camaçari, falou um pouco sobre sua história, perfil e prioridades para o mandato que se inicia em janeiro de 2021. Confira:

Quem é Dudu do Povo?
Dudu do Povo se resume na pessoa do povo que sente rejeitado, abandonado e esquecido. Alguém que surgiu do nada, da rejeição. Por que da rejeição? Porque uma criança que foi abandonada aos 15 dias de vida e vem sentido na pele as dificuldade até os dias de hoje. Porque nada é fácil. Dudu do Povo é a bandeira da resistência que representa o povo sofrido.

Como surgiu o nome, e por que Dudu do Povo?
Foi um apelido que ganhei quando criança. Minha mãe era lavadeira, lavava roupa de ganho. Meu pai era pintor e nós não tínhamos estrutura. E eu saia pela tarde para brincar com meus colegas e o pouco da merenda que eu tinha, dividia com a gurizada. E minha mãe dizia: o pouco que tem, você sai pra dividir com o povo da rua? Então ela começou a falar que, tudo que eu tinha, eu dava ao povo, ai pegou, virei Dudu do Povo.

Quando surgiu a ideia de entrar para a política e sair candidato a vereador?
Foi algo que foi se construindo naturalmente, tipo essa performance de ter um vinculo com as pessoas, de entender a dificuldade do próximo, sempre estar apto para tentar somar e ajudar o menos favorecidos. Para quem me conhece, sabe que é natural, que a minha linha é essa. E esse grito surgiu dos munícipes, que pediram para que eu os representassem na casa legislativa.

Você já ocupou algum cargo de liderança social antes de ser eleito vereador?
Eu tenho quase 16 anos no cenário político. Sempre fui apoiador do atual presidente da Câmara. Sempre levantei essa bandeira, só que sempre estive nos bastidores. E o nosso bairro, o Parque Satélite, eu sou o atual presidente, onde passará a ter uma nova liderança para continuar o projeto. Como atual presidente do bairro, eu sempre lutei, busquei, para trazer recursos e melhorias.

Você teve uma votação expressiva, 2.186 votos em um primeiro mandato. O vereador mais bem votado do seu partido, o Cidadania. O que você atribui a este feito?
Atribuo primeiramente a Deus e em segundo ao reconhecimento da população que me conhece de fato, sabem quem é Dudu do Povo. Sabe o representante que lutei e sempre estive ao lado de quem gritava por socorro. Apesar de existir diversas falácias com meu nome. Me bombardearam, tentaram acabar com a minha imagem, tentaram me marginalizar, tentaram tocar alguns horrores para me pintar como patinho feio e o terror da sociedade. Mas, nada disso conseguiu acabar com o que Deus tinha projetado junto com o povo. Hoje me sinto orgulhoso em saber que o nosso trabalho foi reconhecido. Estamos aqui, agora, para fazer muito mais junto com a população.

Durante a sua campanha surgiram diversas fake news. Como situações de atos criminosos que lhe atribuíam. De quem você acredita que partiram essas acusações e por quê?
Eu acredito que ninguém joga pedra em uma arvore que não tem frutos. Ninguém vai perseguir quem não ameaça a tirar muitos que estavam na zona de conforto. O público que oxigenava essas falácias, era o público que tinha vinculo com vereadores que estavam se sentindo ameaçados com o nosso trabalho e uma nova vertente explicita na cidade. A intenção deles era nos marginalizar, desgastar nossa imagem para tentar nos adormecer ou desistir do processo. Como já narrei em minha fala, somos igual a omelete, quanto mais bate, mais a gente cresce.

Você acredita que toda a movimentação através das fake news sobre a sua candidatura, teve efeito contrário? O fortaleceu?
Sim, eles me bombardearam, mas através de um raciocínio simples criava uma indagação. Por que estão bombardeando ele? Porque, pra eu ser taxado como tal, como eles me pintavam, teria que ter um porquê, um motivo ou uma prova. Eram apenas palavras lançadas ao vento, sem nenhum fundamento.

O que o seu eleitorado e a população em geral pode esperar de você a partir de 1º de Janeiro de 2021?
Eles não vão esperar um covarde. Podem esperar tudo de mim, vou dar o meu melhor. Vou estar disposto para juntos fazermos um mandato coletivo, ouvindo as pessoas, criando um caminho de melhoria diferente para os munícipes.

Qual a principal proposta que buscará implementar e terá mais empenho quando passar a ocupar a Câmara?
Hoje o que marca como bandeira prioritária do nosso projeto é a volta da Vaca Mecânica. Voltar, dar suporte aos menos favorecidos e gerar emprego. Além de fornecer capacitação para a população com alguns cursos, para facilitar o ingresso ao mercado de trabalho.

Considerações finais:
Gostaria de agradecer a oportunidade de estarmos batendo este papo no Jornal Camaçari, e dizer que sozinho era simplesmente um sonho, mas juntos estamos fazendo tudo se tornar realidade. Juntos conseguiremos chegar muito mais longe do que alguns achavam que íamos chegar. O coletivo sempre foi maior que o individualismo. Nós estamos aqui para representar esta classe que confiara no nosso trabalho.


Redação