• 22 de May de 2024


Camaçari: SESAU amplia vacinação contra a dengue para pessoas de 4 a 59 anos

 Camaçari: SESAU amplia vacinação contra a dengue para pessoas de 4 a 59 anos

Com a ampliação do público-alvo para todas as pessoas de 4 a 59 anos, enquanto houver disponibilidade de doses, a Prefeitura de Camaçari, por meio da Secretaria da Saúde (Sesau), espera que haja uma adesão maior da população à vacina. Até segunda-feira (22/4), 5.809 pessoas tinham sido vacinadas no município.

A medida segue a recomendação do Ministério da Saúde (MS), e vale a partir desta terça (23). Temporária, a estratégia será adotada para aplicação das vacinas da dengue que estão próximas ao vencimento, que é 30 de abril, e que fazem parte do quantitativo de imunizantes doados ao Brasil em fevereiro. Aqueles que forem contemplados por meio deste plano de ampliação da vacinação terão a 2ª dose garantida, a qual deve ser aplicada com intervalo de 90 dias.

Para serem vacinadas crianças e adolescentes precisam estar acompanhadas dos pais e/ou responsáveis legais, que devem apresentar cartão de vacinação, se tiver, e número do cartão SUS ou CPF da pessoa que receberá a imunização. Para os adultos, basta apresentar documento de identificação e, caso tenha, o cartão de vacina. No momento da vacinação a equipe verificará quando foi a última vacina que a pessoa recebeu e se está dentro do prazo mínimo de intervalo para receber a da dengue.

Durante a semana, a imunização contra a dengue acontece todos os dias, pela manhã e pela tarde, nas 42 unidades de saúde espalhadas pela sede e costa do município, que ainda possuem estoque. Com atendimento de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Sendo que na Unidade de Saúde da Família (USF) da Gleba B a vacinação acontece de segunda a sábado das 8h30 às 18h30.

O secretário da Saúde, Luiz Duplat, reforça a importância da vacinação, mas reafirma que as ações de combate ao mosquito também são fundamentais. “A vacinação é uma arma poderosa no combate à dengue. Mas, não podemos esquecer de ter os cuidados no que se refere à eliminação dos focos de proliferação do mosquito, acabando com os locais de acúmulo de água a céu aberto, principalmente, dentro das casas. E esse combate dentro das residências depende, quase que exclusivamente, da população”.

Conhecida como Qdenga, a vacina, que faz parte do Programa Nacional de Imunizações (PNI), não é recomendada para os seguintes grupos de pessoas: que estão com a doença ou sintomas sugestivos; que tenham tido dengue há menos de seis meses; com mais de 60 anos; que possui alergia a algum dos componentes da vacina; com o sistema imunológico comprometido; com alguma condição imunossupressora (que têm baixa imunidade); além de gestantes e lactantes.

Para o enfrentamento da dengue, de 1º janeiro a 30 de março, a Sesau, através do trabalho dos agentes de combate às endemias (ACE), já eliminou mais de 115 mil focos do Aedes Aegypti em Camaçari. No mesmo período foram visitados mais de 172 mil imóveis.

Joe Improta