• 23 de May de 2024


Camaçari: Motorista de aplicativo leva mais de 20 facadas e escapa após se fingir de morta

 Camaçari: Motorista de aplicativo leva mais de 20 facadas e escapa após se fingir de morta

Uma motorista de aplicativo foi esfaqueada mais de 20 vezes durante uma corrida realizada na noite desta segunda-feira (15/4). A vítima foi rendida e levada para uma área deserta em Camaçari, onde foi agredida e só sobreviveu por ter se fingido de morta. A identidade dela não será divulgada, em respeito a um pedido feito pelos familiares.

De acordo com a TV Aratu, a vítima enviou um depoimento gravado por ela mesma, diretamente do Hospital Geral de Camaçari (HGC), onde está internada, no vídeo ela diz que havia marcado uma corrida com uma pessoa conhecida, saindo da região do Doron, em Salvador, para o bairro do Inocoop, em Camaçari.

Na altura da Estrada da Cascalheira, em Camaçari, o passageiro teria abordado a motorista e a obrigado a dirigir até uma área deserta, onde o crime ocorreu. “Ele pediu que eu ajoelhasse e, quando ajoelhei, ele desferiu vários golpes em mim. […] Ele só me deixou porque eu me fingi de morta”, revelou.

Nas imagens, é possível ver os ferimentos em diversas regiões do corpo da vítima, como cabeça, pescoço e costas. Perplexa, ela relata ainda que “Deus quem salvou”, diante das várias facadas recebidas.

O agressor deixou a mulher no local e levou o carro e demais pertences dela. Essa não teria sido a primeira vez que a vítima transportava o homem.

De acordo com familiares da motorista de aplicativo, o carro roubado foi localizado em Camaçari, em um condomínio, onde ficaria a residência do suspeito. Ainda segundo a família, o rapaz é um empresário conhecido da cidade.

Ainda de acordo com o Aratu On, o jornal entrou em contato com a Polícia Civil para buscar mais informações sobre o caso, mas a corporação informou não ter localizado a ocorrência. Apesar disso, a família contou que policiais civis estiveram no hospital, nesta terça (16), para ouvir a vítima, acrescentando que as investigações foram transferidas para a 26ª Delegacia Territorial de Abrantes.

As informações são do site Aratu On

Joe Improta