• 24 de October de 2021

Base Comunitária do Phoc II celebra os sete anos

 Base Comunitária do Phoc II celebra os sete anos

Em comemoração aos sete anos de inauguração da Base Comunitária de Segurança (BCS) do Phoc II, foi realizado um evento na manhã desta quinta-feira (16/9), na sede da instituição. O vice-prefeito, José Tude, participou do evento representando o prefeito Elinaldo Araújo.

“Vi, com muita satisfação e muita alegria, que os índices de criminalidade e outras situações mais, nessa região de abrangência da base, têm caído continuadamente. Essa aproximação e essa visão, da comunidade, da população, com relação à Base de Segurança é algo muito importante. Que a população seja recebida, como tem sido”, afirmou o vice-prefeito, José Tude, que ainda foi homenageado pela unidade.

Na BCS do Phoc II tem por objetivo aproximar a polícia do cidadão, deve priorizar e encontrar soluções para os problemas da segurança pública, a abrangência são os bairros dos Phocs I, II e III, e Glebas E e C. O espaço de funcionamento é cedido pela Prefeitura de Camaçari, através de um termo de colaboração, que também dá manutenção, além de prestar outros tipos de apoio.

A unidade, mesmo no período de pandemia, tem dado continuidade nas ações que beneficiam a comunidade, dentre elas, campanha de arrecadação e entrega de agasalhos e de cestas básicas. Lá, ainda conta com o Núcleo de Mediação Comunitária e Cidadania, que atende demandas judiciais e de mediação de conflitos, além de projetos voltados a saúde, como Vida Leve e projeto de capoeira.

O comandante da BCS Phoc II, major Mauro Lélis, falou sobre os projetos da unidade para os próximos anos. O objetivo é “ampliar a atuação do Núcleo de Mediação Comunitária e Cidadania, retomar todos os cursos profissionalizantes, como para agente de portaria, atendente de caixa, cabeleireiro; ocupar o campo lateral e fazer um projeto voltado para o futebol, para as crianças; e ofertar atendimento psicológico, tanto para tropa quanto para comunidade. Estamos trabalhando nisso e esperamos que dentro de um a dois anos estejamos fazendo isso de forma mais intensa, abrir, cada vez mais, as portas da base para a comunidade”.

A lembrança da implantação da Base Comunitária de Segurança foi destacada pelo comandante do 12º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel, André Luís. “Vi nascer essa base, ainda é uma criança, mas é uma criança que dá bons frutos. Nosso comando tem algumas vertentes, busca ampliar e elevar a qualidade do serviço de polícia, fortalecer a imagem institucional, ter a confiança da sociedade e fomentar a polícia comunitária, que está no campo estratégico da Polícia Militar”. Ele ainda anunciou que a BCS do Phoc II, passará a se chamar Soldado Cristiano Ramos Pinto, como homenagem póstuma.

Estavam presentes ainda, o presidente da Câmara de Vereadores, Júnior Borges, e o presidente da Associação de Moradores do Phoc II, Paulo Bispo dos Santos.

Redação